MADEIRA DE FREIXO EUROPEU

Fraxinus excelsior
PT madeira de freixo europeu
Proveniência

O nome científico do freixo europeu é Fraxinus excelsior, embora seja também conhecido habitualmente como freixo negro ou freixo comum. Trata-se de uma espécie de árvore pertencente à família das oleáceas. É uma árvore nativa da maior parte da Europa, com exceção do nordeste da Escandinávia (Noruega), bem como do sudeste da Europa Meridional.

 

Cor

O freixo europeu é uma madeira dura de tom claro, amarelado ou branco rosado com veios escuros. Os troncos com o cerne mais escuro denominam-se oliváceos, por imitar a tonalidade desta espécie.

 

Textura

A textura da madeira de freixo europeu é grossa, com grão reto e homogéneo, de fibra reta, com um peso aproximado de 700kg/m3.

 

Durabilidade

A desvantagem da madeira de freixo comum é o facto de ser normalmente pouco resistente aos fungos. Por essa razão, deve-se aplicar vernizes ou revestimentos protetores.

 

Características

O cultivo do freixo europeu também se estende a zonas da Ásia Menor, já que consegue suportar temperaturas muito baixas. Todavia, é uma espécie que embora se desenvolva bem em zonas húmidas, não tolera os climas secos nem os quentes. O freixo negro suporta muito bem a chuva, inclusive pode sobreviver em águas estagnadas, e a sua madeira proporciona uma boa impregnabilidade.

 

Utilizações

A madeira de freixo europeu é muito agradável de se trabalhar, por isso é utilizada principalmente para elementos de marcenaria e carpintaria. Oferece excelentes resultados quando usada na construção de pavimentos de interior e usos ornamentais. Devido à sua alta flexibilidade e resistência à quebra, a madeira de freixo é utilizada tradicionalmente para cabos de ferramentas, móveis curvos, tacos para desportos com bola, hóquei, raquetes de ténis antigas e móveis. É também utilizada como lenha, uma vez que funciona como combustível, mesmo estando verde, e no campo da tornearia.